Estreias

Celebra Portugal com o cinema português

10 Junho 2020

Não é do “nosso tempo”, mas faz parte do imaginário e do cinema português, a famosa frase “Ó Evaristo! Tens cá disto?”. E se não sabes a que filme pertence esta célebre citação, tens agora a oportunidade para veres ou reveres o remake do famoso “Pátio das Cantigas”.

Como antes, mas agora

Estamos na Vila Berta, em Lisboa, nos dias de hoje. No entanto, a história tem a mesma atmosfera que o saudoso argumento original de António Lopes Ribeiro, Vasco Santana e Francisco Ribeiro, êxito de 1942 no cinema português. Partindo da mesma premissa, Leonel Vieira, o realizador, decidiu manter as personagens principais e o ambiente bairrista.

As personagens marcantes têm agora outros atores na sua pele. Nesta nova versão, poderás encontrar Luís Guilherme a assumir o papel de Evaristo, Sara Matos como Amália, César Mourão como Narciso, Dânia Neto como Rosa e Rui Unas como Carlos. Todas caras bem conhecidas dos dias de hoje e que compõem o elenco de luxo.

Já que falamos em Santos

Sabemos que este ano, os Santos não vão ter o mesmo formato, mas pelo menos nesta película icónica do cinema português, vais poder acompanhar a azáfama das sardinhas e dos bailaricos.

Uma trama cheia de humor (claro), amores e desamores, aventuras hilariantes e tudo em pleno clima das festas dos Santos Populares. Não é bem a mesma coisa que estar lá no meio da romaria, mas é melhor que nada, não é?

patio das cantigas cartaz

Filme à portuguesa, com certeza!

Ainda que reencontremos várias referências ao filme anterior, a provocação que falamos anteriormente, assume tal como outros elementos, uma nova roupagem, adequada ao século XXI. Então, agora vais reconhecer expressão na nova versão “Ó Evaristo, não percebes nada disto!”

Este filme, que foi o conteúdo nacional mais visto do cinema português, é o primeiro de uma trilogia de “Novos Clássicos”, que se completa com “O Leão da Estrela”, também dirigido por Vieira, e “A Canção de Lisboa”, por Pedro Varela.

E agora não vamos contar mais nada! O resto tens de ser mesmo tu a descobrir por ti próprio.

Bom feriado e bons festejos dentro do possível!

 

O Pátio Das Cantigas (2015) (10/06/2020; 21:30)

Lamechas, me confesso

Anna e Will, como eu vos adoro! Minha querida Julia Roberts! Meu querido Hugh Grant! Para mim eles nem sequer envelhecem. O tempo parou em 1999, quando Notting Hill saiu. 

10/6/2020 LER MAIS

O filme de culto que não era para o ser

O que começou por um simples poema de Tim Burton nos anos 80, acabou por tornar-se num dos maiores filmes de culto da década de 90 (e arrisco-me a dizer de sempre), e, sem dúvida alguma, como a cornerstone de toda uma legião de fãs Tim Burtiana.

10/6/2020 LER MAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *