Estreias

Sabes o que se passou por trás das câmaras de Os Guardiões da Galáxia?

18 Setembro 2018

Era tão bom quando se podia falar da série d’ Os Guardiões da Galáxia sem ter dramas associados não era? Bem, mas é mesmo isso que vamos fazer. Vamos ignorar os escândalos deste verão associados ao realizador da soon-to-be (esperamos nós) trilogia, James Gunn, e falar das fofocas de backstage do primeiro filme, que estreia este mês no Canal Hollywood.

Os Guardiões da Galáxia (2014) é o décimo filme do continuamente crescente Universo Cinematográfico Marvel e o primeiro a passar-se no espaço. Como quase todos os outros, foi um sucesso de bilheteira, mas será que conheces as histórias divertidas que se passaram durante as filmagens?

 

Pratt – acidentes, improvisação e dedicação

Entre falas e gestos acrescentados por vontade própria ou por acidente, Chris Pratt provou ser a escolha perfeita para o papel do ligeiramente desastrado e heróico Star-Lord. Durante a cena do Colecionador, a sua personagem deixa cair a orbe. Achavam que isso fazia parte do guião? Não… mas Pratt manteve-se de tal forma na personagem durante toda a cena que decidiram manter o acidente no filme. E outra, talvez a melhor e mais icónica decisão de Chris: o gesto obsceno que o Star-Lord faz durante a avaliação à entrada da prisão foi completamente improvisado pelo ator. A nossa resposta: rir e agradecer a espontaneidade. E qual a maior prova de dedicação de Pratt? A sua audição foi tão boa que o realizador estava preparado para lhe oferecer o papel mesmo que Chris não perdesse peso e ficasse em forma para ser o líder d’ Os Guardiões da Galáxia. A resposta de Pratt foi simples: pediu seis meses para perder 22 quilos e acabou por perder 27. Chris Pratt, obrigado!

 

Zoe Saldana, a partidora de ossos

Porquê a partidora de ossos? Ora, durante os treinos Saldana e Pratt utilizavam proteções para que pudessem bater um no outro de forma realista. Acontece que, quando chegou o dia de filmar, Pratt se esqueceu de colocar o equipamento e preferiu não contar a Saldana para manter a cena realista. Resultado: o pontapé que ela lhe deu nas costelas quase as partiu – dedicação e uma nódoa negra para um d’ Os Guardiões da Galáxia durante a filmagem do resto do filme. Mais informações de bastidores? Foi proposto que Gamora fosse criada através de CGI, mas Zoe disse que seria muito mais realista se pudesse dar vida à personagem através de maquilhagem. Assim foi e Zoe não se importou de se sujeitar diariamente a horas de transformação. Para terminar? A Gamora odeia dançar, a Zoe é uma bailarina profissional – só uma não coincidenciazinha.

 

Dar voz ao Groot

Vin Diesel deu voz (e vida) ao membro d’ Os Guardiões da Galáxia que se parece mais com à árvore do nosso quintal lá em casa. Mas podemos garantir uma coisa, Vin adorou ser esta personagem. Gostou tanto que, em todas as promoções e estreias do filme usava não só uma t-shirt que dizia “I Am Groot” como as pernas postiças que calçou para as gravações. E a melhor parte? Até usou essas pernas enquanto gravava as falas do Groot, porque dizia que assim conseguia sentir mais as dimensões e intensidade da personagem. E nós tiramos-lhe o chapéu. Porquê? Porque devem ter sido várias horas de gravações – teve de gravar a frase icónica “I Am Groot” mais de mil vezes e em várias línguas, incluindo em português.

 

Bradley e as referências a outros filmes

Bradley Cooper interpretou o agora icónico guaxinim da equipa – Rocket Racoon. E do que sabemos das filmagens é que Cooper adorava referenciar outros filmes e as semelhanças que encontrava na sua personagem. Alguns exempos? Bradley Cooper diz que se inspirou na personagem Joe Pesci dos Tudo Bons Rapazes (1990) para fazer a voz do Rocket. Outra coincidência que Bradley gostava de apontar: o Rocket Racoon é um sniper e atirador perito, tal como a sua personagem em Sniper Americano (2014). E a melhor parte? Cooper disse a Howard Stern que foi mais bem pago para fazer a voz de Rocket em Os Guardiões da Galáxia do que pela soma dos seus papéis em A Ressaca (2009) e Guia para um Final Feliz (2012).

 

Drax, o dedicado

Sabiam que Dave Bautista deixou o mundo da WWE para se dedicar ao filme? De facto, quando soube que conseguiu o papel de Drax, o Destruidor, Bautista desfez-se em lágrimas, radiante por ter conseguido um papel como herói da Marvel. A sua dedicação foi tal que arranjou logo um professor particular de representação. Outra curiosidade que mostra o seu comprometimento? Nunca se queixou quando diariamente tinha de passar por um processo de maquilhagem e de aplicação de tatuagens com duração de cinco horas. E como Chris Pratt revelou, durante esse processo, Bautista estava de pé. Se isto não é dedicação… Com tudo isto, não admira que nestes últimos meses conturbados para James Gunn, Bautista tenha mostrado o quão fiel é ao franchise e ao realizador d’ Os Guardiões da Galáxia.

 

 

 

Como vês, com um elenco tão dedicado, não é de surpreender que o resultado seja um filme de sucesso. Não percas a oportunidade de o ver (ou rever pela enésima vez).

 

  • Os Guardiães da Galáxia / domingo 30, 22:00

Michelle Williams – a história da estrela mais discreta de Hollywood

Esta menina tímida não para de fazer filmes (mesmo depois de um pequeno percalço de falamos mais baixo) e já foi nomeada para quatro OSCARS™.

18/9/2018 LER MAIS

As próximas estrelas de Hollywood: mantém um olho nestas miúdas

Além de conquistarem uma legião de fãs em todo o mundo, estas miúdas prometem arrasar no grande ecrã. Mantém-te atento … depois não digas que não avisámos!

18/9/2018 LER MAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *