Estreias

Atualiza-te com as nossas estreias românticas no mês do amor

7 Fevereiro 2019

Fevereiro chegou e com ele as rosas, os corações e as nossas estreias românticas. Este mês vamos ter filmes para todo o tipo de românticos: desde os amantes dos filmes independentes, que te derretem o coração com o seu quê de sarcasmo, aos lamechas inveterados, que querem aquelas histórias de fazer chorar as pedras da calçada.

Ninguém resiste ao amor, principalmente quando nos chega num embrulho bem arrumadinho de luzes, câmara e ação! Vê qual das nossas estreias românticas te vai deixar mais intrigado.

 

Ruby Sparks (2012) para os mais alternativos

Cena do filme Ruby Sparks

Fonte da imagem

E se pudesses criar a pessoa perfeita apenas com o poder da tua imaginação? É desta premissa que parte Ruby Sparks. Quando Calvin, um jovem escritor em busca de inspiração, acaba a “escrever” a sua mulher perfeita, não consegue imaginar que ela um dia vai materializar-se em sua casa, convencida que já namoram há algum tempo. Ruby é assim (d)escrita como uma jovem de 26 anos, que cresceu em Dayton, Ohio, e que foi expulsa da escola secundária por ter um caso com o professor de artes (ou de espanhol, Calvin não se decide). Uma história sobre a magia do amor, a magia da imaginação e a forma como não podemos obrigar ninguém a ser tudo aquilo que queremos. Com interpretações de Paul Dano, Zoe Kazan, Annette Bening e Chris Messina, Ruby Sparks é o filme perfeito para um dia de S. Valentim muito indie fofinho.

 

Nove Meses (1995) para os nostálgicos dos anos 90

Cena do filme Nove Meses

Fonte da imagem

Hugh Grant é um psicólogo infantil que não gosta de crianças. Julianne Moore é uma professora de ballet que adora as alunas. Juntos, têm passado os últimos cinco anos felizes no seu relacionamento, mas uma gravidez inesperada vem mudar tudo. Com medo de se comprometer, Samuel começa a questionar-se se é esta a vida que quer, enquanto Rebecca está convencida que quer assentar, mesmo que isso signifique ser mãe solteira. Nove Meses é uma comédia genial sobre crescer, assentar e… sobreviver a uma gravidez. E quem é que não tem saudades do Hugh Grant e da Julianne Moore dos anos 90? Delicia-te!

 

Água aos Elefantes (2011) para os românticos inveterados

Cena do filme Agua aos Elefantes

Fonte da imagem

Água aos Elefantes é uma história de amor de encantar protagonizada por Robert Pattinson e Reese Whiterspoon. Jacob é um jovem estudante de veterinária obrigado a procurar trabalho num circo depois de uma tragédia. Marlena é uma encantadora de cavalos, casada com o dono do circo, o intimidante August. O amor pelos animais, e em especial por uma elefante fémea chamada Rosie, vai juntar o jovem perdido e a jovem melancólica numa história de amor tão trágica que podia ter sido escrita por Shakespeare (foi escrita por Sara Gruen). Enfim, se és do clube das histórias que fazem chorar as pedrinhas da calçada, mas que salvam o dia com os finais felizes, este é o filme para ti.

 

Uma História De Amor (2013) para os que sofrem com relações à distância

Cena do filme Uma Historia de Amor

Fonte da imagem

Outra das nossas estreias românticas que vai surpreender-te, Uma História de Amor deixa-nos entrar na vida de Theodore (interpretado por Joaquin Phoenix), um escritor de cartas profissional, que se apaixona pelo sistema operativo da sua casa inteligente, no ano de 2077. A recuperar de um casamento falhado, encontra em Sam (uma espécie de Siri do futuro, com a voz de Scarlett Johansson) uma companhia perfeita com quem descobre de novo o amor. Mas as máquinas não são humanas e essa diferença fundamental entre eles pode ser dramática. Uma História de Amor explora não só as novas tecnologias como a solidão do mundo moderno de uma forma que é tão charmosa como intrigante. Para aqueles que estão mais vezes com o amado ou a amada através de um ecrã.

 

Um Ano Especial (2006) para os amantes da vie en rose

Cena do filme Um Bom Ano

Fonte da imagem

A mais francófila as nossas estreias românticas, Um Ano Especial junta Russel Crowe e Marion Cotillard numa história que tem tanto de romântica, como de profunda, como de divertida. Afastado da empresa onde é uma figura de destaque, Max aproveita para ir até França tentar vender a quinta que o tio lhe deixou em herança. Mas, lá chegado, se calhar vai ter de se deixar seduzir pelo local e… pelos locais. Uma história de amor, sim, mas também uma história sobre as nossas origens, sobre aquilo que importa mesmo na vida (pista: não é o dinheiro) e sobre a família, seja sob que forma ela nos apareça. Se gostas de passeios no campo, bom vinho e o dolce far niente, delicia-te com esta viagem pelas vinhas de França.

 

 

  • Ruby Sparks / 12 terça-feira, 19:40
  • Um Ano Especial / 10 domingo, 14:20

Blade Runner: agora que vem aí a sequela espreita o original

Blade Runner, ou aquele filme que tem três versões, ou aquele filme que ia levando à loucura todos os que tiveram que trabalhar com Ridley Scott, ou aquele filme marado sobre androides, vai mesmo ter uma sequela.

7/2/2019 LER MAIS

Homem-Aranha, um dos teus heróis favoritos de volta ao ecrã?

As expetativas estão altas para esta nova adaptação da banda desenhada de Stan Lee, que está recheada de personagens novas.

7/2/2019 LER MAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *