Em Destaque

Robert Downey Jr.: queda e ascensão de um super-herói da vida real

13 Dezembro 2020

Robert Downey Jr. regressa ao Canal Hollywood em grande este mês, em dois filmes que não vais querer perder! Junta-te a nós para ficares a conhecer a vida e a carreira de uma das mais conceituadas estrelas da atualidade.

Vais ficar surpreendido ao descobrir que o ator não teve uma carreira linear e que esteve prestes a perder tudo. Como numa história de super-heróis, a vida de Robert Downey Jr. teve muitas peripécias. No entanto, tal como as personagens que interpretou no grande ecrã, conseguiu reerguer-se das cinzas. E de uma maneira incrível!

Fonte da Imagem

 

Os primeiros passos de Robert Downey Jr. em Hollywood

O eterno Homem de Ferro começou a carreira cinematográfica com apenas cinco anos. O pai, produtor de cinema underground, atribuiu-lhe o primeiro papel e foi responsável também pelos primeiros vícios. Aos seis anos de idade, experimentou marijuana. Aos oito era já dependente de várias drogas. O ator costumava consumir em casa, onde os narcóticos estavam sempre ao alcance.

As drogas e o álcool acompanharam-no até à adolescência, mas não o impediram de seguir a representação. Aos 17 anos, desistiu do liceu, na Califórnia, e mudou-se para Nova Iorque, onde conseguiu vários papéis. A participação no filme Que Loucura de Mulher (1985) valeu-lhe presença assídua no Saturday Night Live. Em 1987, a performance em A Última Viagem em Beverly Hills concedeu-lhe rasgados elogios. Em 1992, foi nomeado para os Óscares na categoria de Melhor Ator pela interpretação em Chaplin.

Fonte da Imagem

 

A perdição e o reerguer de uma estrela

Continuou a somar êxitos até 1995, mas foi nesta altura que a vida pessoal se começou a sobrepor à carreira. As drogas tomaram o leme da sua vida e ofuscaram o seu talento. Robert Downey Jr. começou a encher as manchetes ao ser preso várias vezes por conduzir sob influência de estupefacientes. A polícia encontrou heroína e uma arma no carro do ator numa das detenções.

Um ano depois, foi condenado a 113 dias de prisão por faltar a um teste de controlo de drogas. Segundo o El País, Robert Downey Jr. afirmou que nunca contará as piores coisas que lhe aconteceram na prisão. Contudo, sabe-se que outros presidiários o perseguiam e que chegou a ser espancado. De tal forma que teve de ser submetido a uma cirurgia plástica. Em 1999, tornou a ser sentenciado ao falhar outro teste de narcóticos e por uma violação à liberdade condicional. Tornou-se no presidiário número P50522 e, durante um ano, ganhou oito cêntimos à hora a limpar tabuleiros de piza.

Fonte da Imagem

Quando saiu da prisão, demorou apenas sete dias para arranjar trabalho em Hollywood. A participação em Ally McBeal: Minha Vida de Solteira valeu-lhe um Globo de Ouro. No entanto, em 2000, tornou a ser preso por posse de droga.

Decidiu deixar de vez o vício em 2003. Deitou todas as drogas ao mar, dedicou-se ao pilates, ao kung-fu e a filosofias orientais para fortalecer a abstinência. Tem frequentado a terapia desde essa altura e nunca mais voltou a consumir.

Em 2007 conseguiu o mítico papel de Tony Stark no filme da Marvel Homem de Ferro. Transformou-se numa das estrelas mais bem pagas de Hollywood. Seguiram-se outras personagens emblemáticas, como Kirk Lazarus, em Tempestade Tropical, e Sherlock Holmes.

Fonte da Imagem

 

Sherlock Holmes: Jogo de Sombras (2011)

Fonte da Imagem

Não vais querer perder a grande performance de Robert Downey Jr. como Sherlock Holmes. Este filme tem estreia marcada para o dia 27 de dezembro, no Canal Hollywood!

Nesta sequela do primeiro filme, Sherlock Holmes e o seu companheiro Watson continuam a perseguir o Dr. Moriarty. O vilão é intelectualmente igual a Holmes, mas a sua falta de consciência torna-o altamente perigoso. Quando o príncipe herdeiro da Áustria é encontrado morto e tudo aponta para suicídio, o detetive desconfia. Será o assassínio apenas uma peça de um grande puzzle, projetado pelo Professor Moriarty?

 

U.S. Marshals (1998)

Fonte da Imagem

Este filme repleto de ação é uma sequela do sucesso de bilheteira O Fugitivo. Sam Gerard (Tommy Lee Jones) segue num voo de transferência de reclusos que é obrigado a aterrar de emergência. Um dos prisioneiros, Mark Sheridan (Wesley Snipes), considerado extremamente perigoso, foge. Royce (Robert Downey Jr.) é o agente federal destacado para ajudar Sam. Ambos começam a suspeitar que o fugitivo tem um papel muito mais importante do que se pensava.

 

Revê Robert Downey Jr. este mês, no Canal Hollywood!

U.S. Marshals / Segunda-feira, 14 de dezembro, 11:30

Sherlock Holmes: Jogo de Sombras / Domingo, 27 de dezembro, 22:00

Anatomia de um filme romântico: histórias de amor no grande ecrã

Mas afinal, quem é que não gosta de um bom filme romântico? Está lá tudo: as grandes emoções humanas, a prova de que o amor torna o mundo um lugar melhor e a esperança de um final feliz.

13/12/2020 LER MAIS

Nunca viste a saga Os Mercenários? Então aproveita este dois em um

Os Mercenários provam que a idade é só um número e que fazer um filme de ação não é para franguinhos.

13/12/2020 LER MAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *