Crónicas
Catarina Miranda
Locutora de rádio

Lamechas, me confesso

2 Abril 2019

“I love that you get cold when it’s 71 degrees out. I love that it takes you an hour and a half to order a sandwich. I love that you get a little crinkle above your nose when you’re looking at me like I’m nuts. I love that after I spend the day with you, I can still smell your perfume on my clothes. And I love that you are the last person I want to talk to before I go to sleep at night. And it’s not because I’m lonely, and it’s not because it’s New Year’s Eve. I came here tonight because when you realize you want to spend the rest of your life with somebody, you want the rest of your life to start as soon as possible.” — Harry Burns, When Harry Met Sally

“In my opinion, the best thing you can do is find someone who loves you for exactly what you are. Good mood, bad mood, ugly, pretty, handsome, what have you.” —Mac MacGuff, Juno

“I wanted it to be you, I wanted it to be you so badly.” —Kathleen Kelly, You’ve Got Mail 

“After all… I’m just a girl, standing in front of a boy, asking him to love her.” —Anna  to Will, Notting Hill

“But for now, let me say — without hope or agenda, just because it’s Christmas and at Christmas you tell the truth — to me, you are perfect. And my wasted heart will love you. Until you look like this [picture of a mummy]. Merry Christmas.” —Mark to Juliet , Love Actually

Quem não delira com estas frases não tem coração. Pronto, se calhar estou a exagerar, mas para mim estas frases são das mais bonitas do cinema. Sim, há mais! Felizmente.

Eu sou daquelas que chora (e muito) a ver filmes, fico com o coração aos pulos com uma bela cena de amor. Eu avisei que era lamechas! E ainda bem. Antigamente ficava muito envergonhada por chorar e tapava as lágrimas para ninguém ver, hoje em dia já não faço nada disso. Sou como sou e acho que com a idade tenho vindo a piorar. Mas adiante …

O amor é essencial. Todos precisamos de amor. É como a música diz:

What the world needs now is love sweet love,
Its the only thing that there’s just to little of,
What the world needs now is love sweet love 

Ver um filme romântico é celebrar o amor, é dizer “Eu acredito que posso ter isto!” Porque não? “Na vida real não é assim!” Não neguem uma ciência que à partida desconhecem… Eu já disse várias vezes que “não”, “nunca” e o universo encarrega-se de mostrar o contrário … Por isso, tenham cuidado com o que dizem.

Perguntam vocês … “Qual é o filme de eleição?” Se eu fosse um filme seria o Notting Hill (1999). Sem hesitar.  Amo. É o meu filme. Eu sonhava ser a Anna Scott! Não tenho 15 anos, eu sei, mas que bela história de amor… Começa de uma forma inesperada, dá umas valentes voltas que fazem com que nós soltemos uns valentes “Ai, não! Não posso!” e acaba com as melhores declarações de sempre.

O cinema é isto: sonhar, desejar e, no limite, lutar por alcançarmos aquilo que está ali bem à nossa frente.

Anna e Will, como eu vos adoro! Minha querida Julia Roberts! Meu querido Hugh Grant! Para mim eles nem sequer envelhecem. O tempo parou em 1999, quando Notting Hill saiu. 

E a banda sonora? Perfeita! Anos e anos a sonhar entrar na igreja ao som de She

She may be the face I can’t forget
The trace of pleasure or regret
May be my treasure or the price I have to pay
She may be the song that summer sings
Maybe the chill that autumn brings
Maybe a hundred different things
Within the measure of a day

Não entrei porque não me casei pela igreja, mas eu própria estou a viver uma bela história de amor.

“Some people do spend their whole lives together” já lá dizia a Anna Scott.

Também acredito. Só depende de nós. Todos os dias.

Viva o amor.

A aura do Chef Duarte Mathias

Sou o Duarte Mathias, 35 anos, e tenho o comando gastronómico do Aura, que a cada momento proporciona aos nossos clientes uma experiência sensorial. Um filme de curta-metragem por excelência. 

2/4/2019 LER MAIS

Então? Ninguém avisa?!

O tempo de férias não tarda nada e, tal como se programam dias em resorts e casas alugadas, é mais que justo e imperativo que se marquem sessões de cinema em casa, com ou sem os amigos.

2/4/2019 LER MAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *