Atualidade

Scorsese: O mestre do cinema gangster tem mais de 50 anos de carreira e o seu último filme é uma obra-prima!

14 Outubro 2019

Ninguém diria, mas Martin Scorsese, o mestre do cinema gangster, tem 77 anos, mais de 50 de carreira, e o seu mais recente registo cinematográfico foi aclamado como uma “obra-prima”! O Irlandês (2019) é o filme de que todos falam. A estreia está marcada para 1 de novembro (na Netflix será a 27 de novembro), mas a antestreia foi no final de setembro, no Festival de Cinema de Nova Iorque, e já se fala numa eventual corrida aos OscaresTM.

 

O Irlandês é uma longa longa-metragem de 3 horas e 29 minutos, mas que não cansa. Talvez porque, desde logo, esta saga épica sobre o crime organizado nos Estados Unidos do pós-guerra, junta grandes nomes do cinema — Robert De Niro, Al Pacino e Joe Pesci.

A história é contada sob a perspetiva do veterano da Segunda Guerra Mundial Frank Sheeran (Robert De Niro), um assassino profissional que trabalhou ao lado de algumas das personalidades mais marcantes do século XX. O filme narra um dos grandes mistérios não resolvidos da história americana – o desaparecimento do lendário líder sindical Jimmy Hoffa (Al Pacino) –, transformando-se numa verdadeira viagem pelos corredores do crime organizado.

Poucas horas após a sua primeira exibição, os elogios não se fizeram esperar: do “épico majestoso”, da Variety, ao “incrivelmente impressionante” da Vulture, passando pelo “conto monumental e elegíaco de violência, traição, memória e perda” do The New York Times” ou ainda “uma obra prima”, da Empire Magazine.

O respeitado site IndieWire também deu nota máxima à longa metragem, considerando que O Irlandês é o melhor filme de máfia de Martin Scorsese desde Tudo Bons Rapazes (1990). As críticas foram tão arrebatadoras que já se fala mesmo de um possível candidato à corrida dos OscaresTM.

 

Martin Scorsese soma e segue

Martin Scorsese, mestre do cinema

Fonte da Imagem

Aos 77 anos Martin Scorsese soma e segue. O realizador com dupla nacionalidade americana e italiana, nasceu a 17 de novembro de 1942, em Queens, USA, mas foi criado no bairro de Little Italy, que mais tarde serviu de inspiração para vários de seus filmes.

Com uma carreira com mais de 50 anos, é considerado como um dos cineastas mais significativos e influentes da história cinematográfica.

O realizador foi agraciado, em 1997, com o American Film Institute Life Achievement Award, um prémio que homenageia todos os que contribuíram para enriquecer a cultura americana através de filmes e televisão. Em 2005, Martin Scorsese recebeu a Legião de Honra Francesa como reconhecimento da sua contribuição ao cinema e, em agosto de 2007, foi nomeado o segundo maior realizador de todos os tempos pela revista Total Film, ficando apenas atrás de Alfred Hitchcock.

O American Film Institute tem dois filmes de Scorsese na lista dos 10 melhores filmes de sempre: O Touro Enraivecido (1980) e Tudo Bons Rapazes (1990).

 

Dos Cavaleiros do Asfalto (1973) à A Invenção de Hugo (2011)

Desde cedo aclamado pela crítica, Scorsese tornou-se popular pela realização de Os Cavaleiros do Asfalto (1973), um filme com Robert De Niro no papel de Johnny Boy. Em 1976, Taxi Driver (1976), também com De Niro no papel principal, foi premiado com a Palma de Ouro no Festival de Cannes.

Mais tarde, Scorsese voltou a dirigir De Niro, na pele do famoso pugilista Jake LaMotta, em O Touro Enraivecido, que recebeu oito indicações aos OscaresTM, incluindo Melhor Filme e Melhor Realizador, sendo aclamado como uma das obras-primas do cinema moderno.

O talento do cineasta reafirmou-se com filmes icónicos, como A Cor do Dinheiro (1986), o A última Tentação de Cristo (1988), Tudo Bons Rapazes (1990), O Cabo do Medo (1991), A Idade da Inocência (1993), Casino (1995) ou Kundun (1997).

Em 2002, o seu projeto há muito esperado, Gangs de Nova Iorque (2002), recebeu 10 nomeações aos OscaresTM, tenho ganho inúmeras honras críticas, incluindo o Globo de Ouro de Melhor Realizador. O drama biográfico, O Aviador (2004), arrecadou cinco prémios dos OscaresTM, além de ter vencido o Globo de Ouro e o Prémio BAFTA de Melhor Filme.

Entre Inimigos (2006) valeu a Scorsese o seu primeiro OscarTM de Melhor Realizador, além de quatro prémios da Academia, incluindo o de Melhor Filme.

Com A Invenção de Hugo (2011), baseado no best-seller de Brian Selznick, que se inspira na verdadeira história do cineasta Georges Méliès (1861-1938), o cineasta recebeu a sua sétima indicação ao OscarTM de Melhor Realizador, vencendo o Globo de Ouro nessa mesma categoria.

 

Fonte da Imagem
  • A Invenção de Hugo / 18 sexta-feira, 21:30

Sabias que a nossa Sara Sampaio já tem uma carreira no cinema?

Carga (2018) marca então não só a estreia de Sara Sampaio no grande ecrã (enquanto personagem ficcional), mas também a do realizador Bruno Gascon.

14/10/2019 LER MAIS

Conhece o fotógrafo que condensou filmes inteiros numa só imagem

Jason Schulman descobriu como fotografar o “ADN” dos filmes. Confuso? Nós explicamos.

14/10/2019 LER MAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *