Atualidade

Produtora “ressuscita” James Dean para filme sobre o Vietname!

20 Novembro 2019

O impossível aconteceu. James Dean, o jovem rebelde sem causa do cinema, que morreu prematuramente num acidente de carro em 1955 aos 24 anos, faz parte do elenco do novo filme sobre a Guerra do Vietname, Finding Jack, da produtora Magic City Films, com data de lançamento prevista para 11 de novembro de 2020.

James Dean

Fonte da Imagem

Realizado por Anton Ernst e Tati Golykh, este é um projeto, ainda em pré-produção, da produtora Magic City Films, que conseguiu obter o consentimento da família de James Dean para usar a sua imagem. O ator que morreu aos 24 anos, será “ressuscitado” digitalmente através da utilização e manipulação de fotos e imagens.

Conhecido pelos filmes Fúria de Viver (1955), A Leste do Paraíso (1955) ou O Gigante (1956), Dean desempenhará então o seu quarto papel, que será secundário, em Finding Jack (2020), um filme baseado no romance de mesmo nome, que reflete o drama do abandono de mais de 10 mil cães militares no final da Guerra do Vietname.

A pré-produção de Finding Jack começou no dia 17 de novembro e a data de lançamento prevista é para 11 de novembro de 2020.

 

Exemplos do recurso a “ressurreições” digitais

Usar a tecnologia para ressuscitar um ator morto para uma performance é um terreno relativamente novo. Contudo existem já alguns exemplos do recurso a ressurreições digitais.

 

Peter Cushing em Rogue One: Uma História de Star Wars (2016)

Fonte da Imagem

Peter Cushing, que faleceu em 1994, regressou como comandante da Estrela da Morte, Grand Moff Tarkin, no filme Rogue One: Uma História de Star Wars através do recurso a imagens criadas por computador.

 

Carrie Fisher em Star Wars: A Ascensão de Skywalker (2019)

Fonte da Imagem

Carrie Fisher também “ressuscitou” digitalmente. A atriz, que morreu em 2016, surge no novo filme Star Wars: A Ascensão de Skywalker (que estreia em dezembro). No entanto, neste caso, são usadas imagens que a atriz gravou antes de morrer.

 

Paul Walker em Velocidade Furiosa 7 (2015)

Paul Walker

Fonte da Imagem

A morte prematura de Paul Walker durante a filmagem do filme Velocidade Furiosa 7 obrigou a produção a recorrer a ferramentas digitais, em conjunto com os próprios irmãos do ator, para que Brian O’Conner pudesse aparecer nas cenas finais do filme.

 

Brandon Lee em O Corvo (1994)

Brandon Lee

Fonte da Imagem

A três dias do fim das filmagens de O Corvo, Brandon Lee (filho de Bruce Lee) morreu no estúdio de gravação. Nas últimas cenas, a personagem Eric Draven surge de costas. Porém, a produção teve de recorrer às ferramentas digitais da altura para conseguir recriar o rosto de Brandon Lee para a cena final.

Good girls gone bad – quando as miúdas se passam bom cinema acontece

Não é por acaso que foi Mae West, uma das primeiras bad girls do grande ecrã, que disse a famosa frase: as meninas boazinhas vão para o céu, mas as miúdas malcomportadas vão a todo o lado.

20/11/2019 LER MAIS

ESTREIAS DEZEMBRO

GRANDE ESTREIA DEZEMBRO

20/11/2019 LER MAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *