Atualidade

Produtora “ressuscita” James Dean para filme sobre o Vietname!

20 Novembro 2019

O impossível aconteceu. James Dean, o jovem rebelde sem causa do cinema, que morreu prematuramente num acidente de carro em 1955 aos 24 anos, faz parte do elenco do novo filme sobre a Guerra do Vietname, Finding Jack, da produtora Magic City Films, com data de lançamento prevista para 11 de novembro de 2020.

James Dean

Fonte da Imagem

Realizado por Anton Ernst e Tati Golykh, este é um projeto, ainda em pré-produção, da produtora Magic City Films, que conseguiu obter o consentimento da família de James Dean para usar a sua imagem. O ator que morreu aos 24 anos, será “ressuscitado” digitalmente através da utilização e manipulação de fotos e imagens.

Conhecido pelos filmes Fúria de Viver (1955), A Leste do Paraíso (1955) ou O Gigante (1956), Dean desempenhará então o seu quarto papel, que será secundário, em Finding Jack (2020), um filme baseado no romance de mesmo nome, que reflete o drama do abandono de mais de 10 mil cães militares no final da Guerra do Vietname.

A pré-produção de Finding Jack começou no dia 17 de novembro e a data de lançamento prevista é para 11 de novembro de 2020.

 

Exemplos do recurso a “ressurreições” digitais

Usar a tecnologia para ressuscitar um ator morto para uma performance é um terreno relativamente novo. Contudo existem já alguns exemplos do recurso a ressurreições digitais.

 

Peter Cushing em Rogue One: Uma História de Star Wars (2016)

Fonte da Imagem

Peter Cushing, que faleceu em 1994, regressou como comandante da Estrela da Morte, Grand Moff Tarkin, no filme Rogue One: Uma História de Star Wars através do recurso a imagens criadas por computador.

 

Carrie Fisher em Star Wars: A Ascensão de Skywalker (2019)

Fonte da Imagem

Carrie Fisher também “ressuscitou” digitalmente. A atriz, que morreu em 2016, surge no novo filme Star Wars: A Ascensão de Skywalker (que estreia em dezembro). No entanto, neste caso, são usadas imagens que a atriz gravou antes de morrer.

 

Paul Walker em Velocidade Furiosa 7 (2015)

Paul Walker

Fonte da Imagem

A morte prematura de Paul Walker durante a filmagem do filme Velocidade Furiosa 7 obrigou a produção a recorrer a ferramentas digitais, em conjunto com os próprios irmãos do ator, para que Brian O’Conner pudesse aparecer nas cenas finais do filme.

 

Brandon Lee em O Corvo (1994)

Brandon Lee

Fonte da Imagem

A três dias do fim das filmagens de O Corvo, Brandon Lee (filho de Bruce Lee) morreu no estúdio de gravação. Nas últimas cenas, a personagem Eric Draven surge de costas. Porém, a produção teve de recorrer às ferramentas digitais da altura para conseguir recriar o rosto de Brandon Lee para a cena final.

Arrepia-te com estes possíveis crimes de Hollywood

Destes quatro acontecimentos, só um está mesmo confirmado, mas os outros três ainda hoje movem pessoas que tentam provar que não há fumo sem fogo e que por vezes as coisas não têm nada de inocente.

20/11/2019 LER MAIS

Gravidade é o filme que vai levar-te ao espaço… e deixar-te lá

Gravidade é um filme que faz uma pergunta muito simples: o que farias se te visses absolutamente sozinho?

20/11/2019 LER MAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *