Atualidade

LEFFEST’19 volta a colocar Portugal no circuito dos grandes festivais de cinema do mundo

25 Novembro 2019

De 15 a 24 de novembro, o Lisbon & Sintra Film Festival – LEFFEST’19 voltou a colocar Portugal no circuito dos grandes festivais de cinema do mundo. Num movimento contínuo entre Lisboa e Sintra, a 13.ª edição reuniu, mais uma vez, o que de melhor se faz no mundo da 7.ª arte, com uma competição composta por 11 filmes oriundos de todos os pontos do globo.

 

Desde 2007, que o LEFFEST tem vindo a afirmar-se como um dos maiores eventos cinematográficos em Portugal. Mas não só. O encontro reuniu realizadores, atores, artistas, músicos, filósofos, ativistas e espectadores para celebrar a sétima arte, e, com ela e a partir dela, pensar o mundo.

A Competição composta por onze filmes vindos de diferentes pontos do globo, realizados por cineastas europeus, asiáticos e norte-americanos, teve como objetivo revelar filmes de grande qualidade de jovens realizadores de todas as partes do globo, colocando-os a par de outros nomes já com obra de qualidade inquestionável.

A Seleção Oficial Em Competição reuniu muitos dos melhores filmes produzidos em 2019, escolhidos por um Comité de Seleção constituído por especialistas de vários países – a pianista Maria João Pires, a cantora, compositora e atriz, Yasmine Hamdan, o realizador e ator Wagner Moura e a atriz Victoria Guerra.

 

BALLOON (2019) VENCE PRÉMIO DE MELHOR FILME

Fonte da Imagem

O Prémio Melhor Filme LEFFEST foi atribuído a Balloon, por Pema Tseden, realizador, argumentista e escritor tibetano. A história passa-se no Tibete rural, onde Darje e Drolkar vivem uma vida simples e serena com os seus três filhos e o avô. Mas, quando as crianças descobrem um detalhe da vida privada dos pais, vários dilemas no seio da pequena comunidade vão quebrar a frágil harmonia da família. O que realmente importa no círculo da vida e da morte: a alma ou a realidade material? Tseden apresenta uma crítica a atitudes sociais perante a sexualidade, mantendo a precisão dentro da subtileza.

Balloon já tinha vencido a Secção Orizzonti do Festival de Cinema de Veneza.

 

TOMMASO (2019) ARRECADA GRANDE PRÉMIO DO JÚRI JOÃO BÉNARD DA COSTA

Fonte da Imagem

Já o filme italiano Tommaso (2019), de Abel Ferrara, um cineasta norte-americano conhecido pelo conteúdo provocante e frequentemente controverso dos seus filmes, pelo uso de uma imagética neo-noir e cenários urbanos grosseiros, conquistou o Grande Prémio do Júri João Bénard da Costa.

Contracenando com as próprias esposa e filha do realizador, Willem Dafoe é um artista americano a viver em Roma cujas manifestas semelhanças com Ferrara se traduzem num drama sobre dúvida e desconexão, filmado num estilo documental autorreflexivo. Oscilando entre estados de alegria e cólera, o quotidiano de Tommaso envolve-nos num turbilhão emocional que dificulta uma resposta à derradeira questão: a quem ofereceremos a nossa compaixão?

Tomasso venceu também a Seleção Especial do Festival de Cinema de Cannes 2019.

 

O Trailer: a arte de condensar um filme em três minutos

Tem de te dar a conhecer a história, mas sem a mostrar demasiado; tem de reforçar os pontos altos, mas sem os desvendar; tem de criar empatia com as personagens; mas não deve fazer-te saber imediatamente quem são.

25/11/2019 LER MAIS

O crime compensa: diverte-te com os criminosos mais estilosos de sempre

Não há nenhum de nós que não tenha já querido ser o assaltante de bancos intrépido e charmoso, ou o vigarista de falinhas mansas e fatos de alfaiate. Principalmente porque, normalmente, andam sempre muito bem vestidos.

25/11/2019 LER MAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *