Atualidade

Chegou aquela altura do ano: os favoritos dos OSCARS™ 2019 até agora

23 Outubro 2018

Sim, os OSCARS™ ainda vão demorar e ainda não há lista de nomeados, mas isso não é caso para não começarmos já a fazer umas apostazinhas. O ano começou forte, com Black Panther a incendiar a crítica e as massas durante meses e parece que desde aí não houve mais surpresas, mas já se passaram os grandes festivais, já vimos grandes filmes e já sabemos o que vem aí até dezembro. Também já passámos pela polémica de ser criado um OSCAR™ para Melhor Filme Popular e de a Academia ponderar que afinal isso não faz sentido nenhum.

Enfim, na reta final do ano, embora ainda com alguns filmes por estrear, já estamos bastante seguros nas nomeações que achamos que vão sair do chapéu. E tu, já tens alguns favoritos?

 

MELHOR FILME

Cena do filme Roma

Fonte da imagem

O OSCAR™ dos OSCARS™ este ano está quase escrito em pedra, entre aqueles que costumam ser os temas favoritos da Academia e algumas estreias de novos realizadores (mas experientes atores).  Barry Jenkins, que levou o OSCAR™ com Moonlight em 2017 tem um novo filme a sair. If Beale Street Could Talk é uma história de resistência e amor e, tal como Moonlight, é surpreendente na forma como conta essa história. Por outro lado, Steve McQueen decidiu mostrar quem é com Widows, um filme que mistura o drama familiar, o mistério e a força feminina, o que, já se sabe, são temas cada vez mais queridos à Academia. Com uma temática fora do comum, o que já sabemos que tem sido algo muito apreciado pela Academia, Assim Nasce Uma Estrela, de Bradley Cooper a estrear-se por detrás da câmara, tem recebido críticas sólidas desde que saiu e é claramente um dos favoritos, bem como Beautiful Boy, com Steve Carell e Timothée Chalamet.  Entre as histórias reais, as histórias de valor histórico e social e os grandes romances, só por aqui já temos material suficiente para dizer que talvez um deles leve o OSCAR™ para casa.

 

MELHOR REALIZADOR

Cena do filme If Beale Street Could Talk

Fonte da imagem

Este ano vai ser renhido, entre os reincidentes dos OSCARS™ de Melhor Realizador dos últimos anos, como Cuarón, Jenkins, McQueen e Chazelle e as estreias de Joel Edgerton e Bradley Cooper. A nossa aposta vai ser no filme de McQueen, que por ter um elenco feminino acaba por colmatar a falta de mulheres realizadoras nas listas de favoritos deste ano (com exceção de Lynne Ramsay com You Were Never Really Here), ou na estreia de Bradley Cooper, um remake que está a ser bastante aclamado pela crítica. Por outro lado, Joel Edgerton tem um filme com um elenco de luxo e que toca em temas muito centrais, por isso pode bem ser uma escolha lógica num ano em que os movimentos sociais continuam a deixar o mundo do cinema a ferro e fogo.

 

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA E MELHOR ATOR SECUNDÁRIO

Cena do filme Boy Erased

Fonte da imagem

Gostávamos que este ano Amy Adams, que qualquer dia é a nova Meryl Streep das nomeações, recebesse finalmente um OSCAR™ pelo seu papel incrível como Lynne Cheney em Vice. No entanto, também não nos importávamos nada de ver Regina King, que foi aplaudida pela interpretação de uma jovem grávida que vê o homem que ama ser preso por questões raciais em If Beale Street Could Talk, ou mesmo uma Olivia Colman, que interpreta uma Rainha Ana à beira de um ataque de nervos em The Favourite de Yorgos Lanthimos. Já estamos em outubro, mas ainda temos alguns ecos de Black Panther e Michael B. Jordan ainda pode levar uma estatueta para casa. O difícil vai ser mesmo escolher entre a sua interpretação, a de Timothée Chalamet enquanto jovem toxicodependente no incrível Beautiful Boy ou Russel Crowe, o pai católico e intransigente de um adolescente gay em Boy Erased.

 

MELHOR ATRIZ PRINCIPAL E MELHOR ATOR PRINCIPAL

Cena do filme Nasceu Uma Estrela

Fonte da imagem

Vamos já por o dinheiro todo no mesmo sítio e dizer que Bradley Cooper, a ter o papel de uma vida na interpretação de um cantor de country alcoólico e a precisar de uma segunda chance na vida, vai levar o OSCAR™ para casa. E, já agora, que provavelmente Lady Gaga vai pelo mesmo caminho. Assim, fica tudo em família. Christian Bale também está forte com a sua interpretação de Dick Cheney em Vice, e Ryan Gosling também pode acabar por ser nomeado pela sua interpretação de Neil Armstrong, ao lado de uma Claire Foy (a interpretar a sua mulher), que também é possível ser nomeada para um OSCAR™ de melhor atriz secundária. Por outro lado, Robert Redford tem um novo filme, nunca recebeu um OSCAR™ e está prestes a reformar-se, o que pode ser uma boa altura. Ethan Hawke também está a fazer o papel de uma vida em No Coração da Escuridão. Já no que diz respeito às mulheres, também não nos importávamos nada de ver Glenn Close a levar a estatueta para casa, pela interpretação de uma mulher de um Nobel da Literatura que finalmente se liberta das amarras da relação em Wife. Melissa McCarthy, que saiu do seu registo habitual para interpretar Lee Israel é também uma boa aposta e seria refrescante ver este tipo de papéis a ser mais premiado. Pouco prováveis, mas ainda assim merecedoras, Maggie Gyllenhaal em The Kindergarten Teacher e Yalitza Aparicio em Roma ainda podem ser nomeadas.

 

Por enquanto, estas são as nossas apostas nas categorias principais. Ainda nos faltam algumas categorias importantes, mas tratamos dessas noutra altura. Uma pequena nota para acabarmos em grande: o filme indicado pela Academia Portuguesa de Cinema para os OSCARS™ 2019 é Peregrinação de João Botelho, inspirado na obra de Fernão Mendes Pinto.

O filme de culto que não era para o ser

O que começou por um simples poema de Tim Burton nos anos 80, acabou por tornar-se num dos maiores filmes de culto da década de 90 (e arrisco-me a dizer de sempre), e, sem dúvida alguma, como a cornerstone de toda uma legião de fãs Tim Burtiana.

23/10/2018 LER MAIS

Ano Novo, novos filmes – o que não vais querer perder em 2018

É caso para dizer: bom, bom era haver uma máquina do tempo que nos levasse já para 2018.

23/10/2018 LER MAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *