Atualidade

5 filmes do Festival de Toronto 2019 que prometem arrebatar a cerimónia dos OSCARS™

19 Setembro 2019

O prestigiado Festival de Toronto, que permanece até hoje um dos mais importantes do cenário cinematográfico, acontece a cada ano nesta cidade do Canadá, e teve a sua primeira edição em 1976. Trazemos-te alguns dos filmes que por lá mais têm dado que falar e que irás com certeza ver na lista de candidatos à cerimónia dos OSCARS™, em fevereiro do próximo ano.

Bem vistas as coisas, já não falta assim tanto tempo e o melhor mesmo é ficares já a par destes filmes que prometem… e cumprem.

 

Joker (2019)

Quando pensas no Joker, pensas em quem? Jack Nicholson, Heath Ledger, Jared Leto ou ainda em Cameron Monaghan ou Mark Hamill? Vários são os atores que deram vida a este misterioso e sádico vilão do Batman… mas há mais um que está prestes a juntar-se ao grupo.

E é já no próximo mês que o thriller «halloweenesco» Joker, de Todd Phillips, que arrebatou o Festival de Toronto, chega às salas de cinema, com Joaquin Phoenix no papel principal e com um enredo que irá relatar a nunca contada história de um dos mais famosos vilões da banda desenhada. Se nunca achaste que este ator conhecido por personagens solitários e assassinos interpretaria o papel de Joker num blockbuster, pensa de novo. Idealiza este filme mais como uma biopic fictícia, em que Phoenix é capaz de fazer aquilo que melhor sabe – mergulhar nas profundezas da experiência humana, estudar uma personagem a fundo e trazê-la para o silver screen com uma interpretação que, só pelo trailer, nos deixa de água na boca.

 

A Beautiful Day in the Neighborhood (2019)

Se é verdade que temos assistido a um boom de biopics nas prateleiras das livrarias e nas telas do cinema, não menos verdade é que o género está longe de gasto e continua a despertar o nosso interesse e a agradar a massas de espetadores um pouco por todo o mundo. Um perfeito exemplo disso mesmo é A Beautiful Day in the Neighborhood, a história de uma personagem carismática e muito querida do público, Fred Rogers. Rogers foi o apresentador e a cara de um programa infantil americano que permaneceu no ar desde 1968 a 2001. O papel foi entregue ao não menos acarinhado ator Tom Hanks, com provas mais que dadas da sua capacidade de metamorfose e de entrega.

A narrativa, em que a música tem um papel de destaque (Rogers era também autor e intérprete de canções), guia-nos pela história de amizade que nasceu entre Fred Rogers e o cético jornalista Tom Junod (Matthew Rhys). Temos todos a aprender com este exemplo e nunca é demais passar uma mensagem de bondade, empatia e de esperança de que estas sejam capazes de triunfar sobre o cinismo que hoje teima em pairar pelo mundo.

 

Jojo Rabbit (2019)

As saudades que já tínhamos de uma boa sátira, e esta mais que justifica a atenção de que tem sido alvo, nomeadamente durante o Festival de Toronto. Jojo Rabbit leva-nos à Alemanha, em plena Segunda Guerra Mundial, onde ficamos a conhecer o próprio Jojo, interpretado pelo jovem Roman Griffin Davis, a assinalar a sua estreia no cinema – com o pé direito, acrescentamos nós.

A imaginação fértil desta criança, que cresceu com o conceito de nacionalismo enraizado em todos os aspetos da sua educação, faz com o seu amigo imaginário seja, nem mais nem menos, Adolf Hitler (interpretado por Taika Waititi que se divide entre o papel e a realização do filme). O mundo de Jojo e tudo aquilo em que acredita é abalado quando descobre que a sua própria mãe, Rosie Betzler (Scarlett Johansson), esconde uma jovem rapariga judia no sótão de sua casa.

A complexidade das ligações humanas é explorada de forma sublime neste filme, intercalada com momentos de humor, por vezes negro, na medida certa.

 

Dor e Glória (2019)

O mais recente filme de Pedro Almodóvar, escrito e realizado pelo próprio, está, como aliás não é novidade, a cair nas boas graças do público e da crítica, e o Festival de Toronto não lhe ficou indiferente.

O cineasta espanhol contemporâneo com maior dimensão e expressão além-fronteiras – debatendo o lugar no pódio da História com Buñuel – volta a trabalhar com Penélope Cruz, a quem se recusa chamar musa, mas em quem confessa pensar quando começa a dar corpo às personagens que cria. Outra cara recorrente do seu histórico de filmagens é Antonio Banderas (a sua oitava colaboração), que protagoniza este drama, e cuja interpretação já lhe mereceu o prémio de Melhor Ator no Festival de Cannes. Banderas é Salvador Mallo, um realizador de cinema (sim, há algo de alter ego de Almodóvar neste filme) que vive os últimos dias da sua carreira, agora em declínio, e vai sendo transportado para momentos queridos e intensos do seu passado.

Em Dor e Glória o enredo é tão envolvente quanto a atenção ao pormenor espelhada em cada frame, o que culmina no nascimento de uma obra que consolida a marca incontornável de Almodóvar no cinema.

 

O Relatório (2019)

Baseado em factos reais, O Relatório (2019) fala-nos da investigação levada a cabo pela CIA após os atentados de 11 de setembro terem incutido um sentimento de medo e impotência na população americana e, atrevemo-nos a dizer, no mundo.

Através dos olhos de Daniel J. Jones, um membro do senado encarregue de liderar esta investigação – irrepreensivelmente interpretado por Adam Driver –, vamos ficando a par das condições desumanas de detenção, em que técnicas de interrogação brutais são, alegadamente, utilizadas nos prisioneiros.

O elenco do thriller conta ainda com as contribuições de Annette Bening, Michael C. Hall e John Ham, entre outros atores de peso, que o fizeram brilhar neste Festival de Toronto.

Já viste alguma das cinco melhores séries para quem gosta de cinema?

Se gostas dos melhores filmes, o mais provável é que também gostes das melhores séries. Mas será que já te aventuraste no mundo das séries que são tão cinematográficas que são melhores que muitas das películas que vemos nos cinemas?

19/9/2019 LER MAIS

Já viste algum destes cinco filmes com grandes bandas sonoras?

Se tens o bichinho da música e avalias os filmes pelas grandes bandas sonoras que te fazem conhecer, tens mesmo que ver a nossa selecção.

19/9/2019 LER MAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *