Estreias

Sunshine Cleaning: um filme improvável da Amy Adams

29 Maio 2017

Amy Adams faz parte daquele grupo de atrizes que dá 100% em qualquer projeto, e Sunshine Cleaning (2008) não é exceção.

Amy Adams sorri em cena do filme Sunshine Cleaning

Este filme parece ter sido um dos pontos de viragem da carreira da atriz, que já tinha dado provas de talento e timing impecável em filmes como Junebug (2005), pelo qual inclusivamente foi nomeada para um Oscar, e Jogos de Poder (2007). Entre Junebug e Sunshine Cleaning passaram-se três anos, mas foi com este último, uma tragicomédia familiar, que Amy Adams mostrou ao mundo que não ia parar.

A partir daí arrasou no ecrã em filmes como  Dúvida (2008), The Fighter – O Último Round (2010) e O Mestre (2010), e começou a trabalhar com alguns dos realizadores mais interessantes dos últimos anos: Paul Thomas Anderson, Spike Jonze, Dennis Villeneuve, David O. Russell e Tom Ford. Já tem 5 nomeações para Oscares no bolso, e foram muitos os que gritaram “Injustiça!” quando não foi nomeada este ano pelo filme de Dennis Villeneuve, O Primeiro Encontro (2016).

Amy Adams e Emily Blunt sorriem em cena do filme Sunshine Cleaning

Voltando a Sunshine Cleaning, que vais poder ver em estreia este mês no Canal Hollywod, pode dizer-se que é aqui que Amy, como carinhosamente gostamos de lhe chamar, começa a mostrar a matéria de que é feita: uma intuição incrível no diálogo com o resto do elenco, e uma subtileza emocional que se manifesta em cenas perfeitamente equilibradas entre a delicadeza e a força das personagens. Amy sabe ser vulnerável, e é isso que enfeitiça nos papel que interpreta nesta filme.

Amy é Rose, uma mãe solteira que precisa desesperadamente de dinheiro para poder inscrever o filho numa escola privada. Tem sido sempre ela a cuidar da família, que inclui um pai problemático mas fundamentalmente amoroso e uma irmã cabeça-no-ar. Um dia descobre que consegue fazer muito dinheiro a limpar cenas de crime e a aventura começa aí.

Amy Adams, Emily Blunt e Alan Arkin mostram com quantos talentos se faz um grande filme.

 

  • Sunshine Cleaning / quarta-feira 31, 21:30

Nunca viste a saga Os Mercenários? Então aproveita este dois em um

Os Mercenários provam que a idade é só um número e que fazer um filme de ação não é para franguinhos.

29/5/2017 LER MAIS

Os vampiros clássicos não começam nem acabam no Drácula

Hoje iniciamos uma rubrica aqui no blog chamada “Há mais vampiros além do Crepúsculo” e nas próximas semanas vamos trazer-te uma seleção de luxo de tudo quanto forem filmes de vampiros, desde os clássicos até aos modernos.

29/5/2017 LER MAIS

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *