Em Destaque

Anatomia de um filme romântico: histórias de amor no grande ecrã

24 Novembro 2017

Imagem rubrica Anatomia de

Mas afinal, quem é que não gosta de um bom filme romântico? Está lá tudo: as grandes emoções humanas, a prova de que o amor torna o mundo um lugar melhor e a esperança de um final feliz. Até os corações mais frios se rendem a uma boa história de amor muito bem contada, por isso hoje explicamos-te quais os elementos que compõem um grande filme romântico.

Cena do filme Ferias em Roma

Uma boa história de amor começa com O CASAL. Pode apaixonar-se à primeira vista, ou pode odiar-se assim que se vê e descobrir o amor lentamente. Mas o que O CASAL tem sempre que ter é diferenças, muitas diferenças. Os opostos atraem-se e uma história de amor com dois protagonistas parecidos seria muito aborrecida. Lembras-te de Notting Hill (1999), a história que junta um livreiro tímido e a atriz mais conhecida de sempre? Ora aí tens aí um belo exemplo.

Cena do filme Notting Hill

Depois, tem que haver sempre um problema, um obstáculo a ultrapassar para que haja um final feliz e para que os dois protagonistas possam ficar juntos. Um amor só é verdadeiro quando passa por uma série de dificuldades e prevalece, não é? Em Guia Para Um Final Feliz (2012), por exemplo, os protagonistas vão ter que lidar com os seus problemas antes de poderem entregar-se livremente ao amor. Chamamos a isto os filmes com final feliz.

Mas também há casos em que o filme romântico não nos dá um final incrível, mas sim o final possível. É o caso das personagens de (500) Dias com Summer (2009), que esgotam um grande amor. Estes são os filmes que “imitam a vida” e que nos dão um amor mais “realista”. E, no capítulo do filme romântico que não tem um final propriamente feliz, também podemos encontrar a versão “nem a morte nos separa”, que é o caso de PS: I Love You (2007).

Cena do filme PS I Love You

Além destes elementos, existem outros muito recorrentes: os protagonistas que são de classes sociais diferentes ou então há alguém (normalmente o homem) que salva outro alguém (normalmente a rapariga) e daí surge um amor inquebrável.

Agora que te explicámos porque e como é que essa categoria cinematográfica conhecida como o filme romântico favorito mexa contigo, diz-nos quais são os teus favoritos.

6 filmes que vão juntar a família toda no sofá

Selecionámos cinco filmes que vão agradar a miúdos e a graúdos, desde os mais bem-dispostos aos mais rezingões.

24/11/2017 LER MAIS

Já conheces os talentos escondidos das nossas Estrelas de Novembro?

O que é que estas Estrelas de Novembro têm em comum? Todas têm talentos escondidos, e apostamos contigo que vais ficar tão espantando com eles como nós ficámos.

24/11/2017 LER MAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *