Atualidade

Porque é que andamos a ver tantos remakes a serem feitos nos últimos tempos?

28 Setembro 2017

Angelina Jolie em cena do filme Tomb Raider

Para começar, vamos explicar-te como saber se estás a ver a um dos vários remakes a invadirem as salas nos últimos anos: chegas ao cinema, sentes um déjà vu e voltas a reviver aquela tarde chuvosa em que viste exatamente o mesmo filme, mas com algumas diferenças.

Desde musicais a filmes de ação, de filmes de banda desenhada aos típicos filmes de adolescentes, muitos são os exemplos de remakes que passam pelo grande ecrã. A grande questão que se coloca é: se já viste este nome no cartaz há uns anos, porque é que agora o estás a ver outra vez?

A principal razão para apostar em reavivar alguns nomes já conhecidos é económica. Hollywood precisa de lucro para sobreviver e a melhor forma para lucrar na economia do cinema é jogar pelo seguro. A premissa é: se já funcionou uma vez, é provável que funcione outra.

Neste jogo de poker, o all in é trazer de volta alguns dos nomes que marcaram gerações. Queres um exemplo? Spider-Man: Regresso a Casa (2017) arrecadou mais de 700 milhões de doláres em todo o mundo, apesar de já todos os fãs saberem a história de trás para a frente porque a conhecem dos tempos do Tobey Maguire. Os números falam por si e este remake foi um autêntico sucesso de bilheteira.

Por outro lado, Hollywood tem uma longa tradição de adaptar material já existente, desde livros a jogos (Tomb Raider vai ter um remake já em 2018, e a coisa promete, por exemplo). Ora, a partir daí é fácil chegarmos a filmes baseados noutros filmes, como é o caso do novo Scarface, com data prevista de lançamento para 2018.

Cena do filme Scarface

Além disso, não podemos negar que estamos a assistir atualmente a uma grande evolução tecnológica e isso significa que se pode fazer mais com o mesmo. Se compararmos o novo Ghostbusters (2016) com o original de 1984, a diferença nos efeitos especiais é massiva. O casting renovado, com quatro heroínas no papel principal, é outra mudança que podemos apontar: o girl power é cada vez mais uma aposta desta nova Hollywood, mais inclusiva e mais aberta.

Cena do filme Ghostbusters

Como vês, a resposta até é simples. De qualquer forma, seja por uma razão ou outra, o que é certo é que os remakes vieram para ficar. Se não os podes vencer, junta-te a eles!

Festival de Cannes e os escândalos do passado

O Festival de Cannes é sinónimo de três coisas: grandes filmes, grandes egos e grandes escândalos. Descobre aqui alguns dos casos mais falados em 69 anos de festival.

28/9/2017 LER MAIS

Os filmes da Disney da animação para a realidade

Ver os filmes da Disney a saltarem para a realidade? Sonhamos com isso desde miúdos, por isso apoiamos a ideia.

28/9/2017 LER MAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *